Principais Blocos

Os principais blocos que compõem um PLC são:

CPU (Central Processing Unit – Unidade Central de Processamento): compreende o processador (microprocessador, microcontrolador ou processador dedicado), o sistema de memória (ROM e RAM) e os circuitos auxiliares de controle;

Circuitos/Módulos de 1/0 (Input/Output – Entrada/Saída): podem ser discretos (sinais digitais: 12VIDC, 11OVAC, contatos normalmente abertos, contatos normalmente fechados) ou analógicos (sinais analógicos: 4-2OmA, 0-1 OVDC, termopar);

Fonte de Alimentação: responsável pela tensão de alimentação fornecida à CPU e aos Circuitos/Módulos de 1/0. Em alguns casos, proporciona saída auxiliar (baixa corrente);

Base ou Rack: proporciona conexão mecânica e elétrica entre a CPU, os Módulos de 1/0 e a Fonte de Alimentação. Contém o barramento de comunicação entre eles, no qual os sinais de dados, endereço, controle e tensão de alimentação estão presentes.

Pode ainda ser composto por Circuitos/Módulos Especiais: contador rápido (5kHz, 10kHz, 100kHz, ou mais), interrupção por hardware, controlador de temperatura, controlador PID, co-processadores (transmissão via rádio, posicionamento de eixos, programação BASIC, sintetizador de voz, entre outros) e comunicação em rede, por exemplo.

Isolamento Ótico: Uma tarefa importante que a seção de entrada de um PLC executa é o isolamento. A CPU do PLC deve ser protegida do mundo exterior mas deve ser capaz de receber dados de entrada dele. O isolamento ótico executa tipicamente esta função. Nenhuma conexão elétrica existe entre o mundo exterior e a CPU, e os dois são separados oticamente. Entretanto, o mundo exterior fornece um sinal que liga uma luz na placa da entrada. A luz ilumina um receptor, e o receptor é ligado.

A luz separa a CPU do mundo exterior até tensões muito altas. Mesmo se houver um surto grande da eletricidade, a CPU fica segura. (Naturalmente, se a tensão for extremamente grande, o isolamento poderia falhar e causar uma falha do circuito.) O isolamento ótico é usada para entradas e saídas.
Os módulos de entrada fornecem os vários dispositivos de auxílio e pesquisa de defeitos para usuário. Há normalmente LEDs (diodos emissores de luz) para cada entrada. Se a entrada está ativada, a CPU deve enxergar a entrada como um 1.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s